Aposentado é encontrado amarrado e morto no Capricórnio, em Caraguá

Polícia suspeita de latrocínio e moradores reclamam de falta de iluminação
Morte foi registrada por volta de 18h  (Foto: Divulgação)

Por Mara Cirino

O aposentado Antonio Carlos Rigatto, conhecido por seu Zico, 62 anos, foi encontrado morto na noite de sexta-feira, em sua casa, localizada na rua Tubarão, no bairro Capricórnio, região norte de Caraguatatuba.

A suspeita é que a vítima tenha sido vítima de latrocínio, uma vez que sua camionete, uma Mitsubishi TR4 branca, desapareceu. Vizinhos disseram que a vítima estava enrolada em um lençol, feito múmia e amarrada na cama. A morte foi registrada por volta das 18h.

Eles que chamaram a polícia quando perceberam que havia algo de errado. “A porta estava entreaberta, a cortina fechada de um jeito estranho e ele não era visto desde o início do dia”, contou um dos moradores que preferiu não se identificar.

O que deixa a comunidade revoltada, além do crime, é a escuridão completa que a rua se encontra há pelo menos uma semana. “Desde sábado temos pedido para a EDP Bandeirante fazer a troca das lâmpadas e a informação é que agora o serviço é de responsabilidade da prefeitura. Agora acontece esse crime bárbaro na nossa área”, lamenta um morador.

Segundo ele, a vítima era uma pessoa carismática, o conhecia há mais de 25 anos e ele sempre gostava de correr pela praia.

O corpo da vítima, que foi morta por asfixia mecânica e sufocação direta, será enterrado no cemitério da Colina, em São Bernardo do Corpo, no ABC Paulista.
Compartilhe no Google+
    Comente com o Blogger
    Comente com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário